sábado, 17 de março de 2012

Sem desculpas...

                           
Obediência já

“A outro disse Jesus: Segue-me! Ele, porém, respondeu: Permita-me ir primeiro sepultar o meu pai. Mas Jesus insistiu: Deixa os mortos a sepultar os seus próprios mortos. Tu, porém, vai e prega o reino de Deus” (Lucas 9.59-60)

Neste texto, vemos Jesus chamando alguém para segui-lo: “SEGUE-ME”. O texto não fala se eles se conheciam há muitos dias ou se tinham acabado de se encontrar, o que sabemos é que não foi o discípulo que chamou o Mestre, mas o Mestre que chamou o discípulo.
Jesus declara aos seus discípulos: “Não fostes vós que me escolhestes a mim; pelo contrário, eu vos escolhi a vós outros e vos designei para que vades e deis fruto, e o vosso fruto permaneça…” (João 15.16). Ele nos chama assumindo a responsabilidade total sobre nossas vidas.
Alguém chamado por Deus não vive mais pelos seus próprios recursos e sim pelos daquele que o arregimentou (Filipenses 4.19).
Alguém chamado não vive mais para os seus próprios propósitos.  Mas o interessante é que quando Jesus chama o discípulo, este  diz: “Permita-me ir primeiro sepultar meu pai”. Essa é uma típica desculpa  que damos quando recebemos uma Palavra que requer obediência.  Por trás dessa jusrificativa estamos dizendo ao Senhor Jesus que até desejamos segui-lo, mas  primeiro precisamos resolver os nossos problemas. Na verdade, quando estamos passando por situações difíceis é que devemos seguir o Mestre. Jesus usa uma situação de extrema dor: a perda de um ente querido. Será que ele não permitiria que aquele homem enterrasse o próprio pai? O ponto não é enterrar ou não o pai, mas a atitude diante de um chamado de Jesus. Ele deveria ter convidado Jesus para estar com ele no velório do pai, mas não o fez, apenas desculpou-se.
Muitas vezes agimos como esse homem,  deixamos de confiar na  provisão divina e não percebemos quão poderoso é Aquele que nos chamou. É preciso lembrar que,  depois de um problema que resolvemos, sempre haverá outro para resolver, mas quando priorizamos o chamado do Mestre, só estamos respondendo ao fato de ele ter nos priorizado “desde a fundação dos tempos” 
Jesus não faz rodeios quando se dirige a alguém: “Tu, porém, vai e prega o reino de Deus”.
Que possamos entender o chamado e obedecer a ele sem desculpas!

quinta-feira, 15 de março de 2012

NUNCA DESISTA

Dez Motivos Para não Desistir


O que é desistir? A palavra vem do latim “desistere”, que significa não prosseguir, renunciar. Quando aceitamos o Senhorio de Jesus sobre nossas vidas, temos de abrir mão de muitas coisas, dando lugar a novas atitudes, novos pensamentos, enfim, dando lugar ao NOVO HOMEM. A Bíblia nos dá inúmeros motivos, pelo qual jamais devemos desistir e tenho tomado posse de alguns deles para conseguir superar as dificuldades quando as mesmas me sobrevêm:
1 – Creio na fidelidade de Deus nas suas promessas e palavras. Samuel 22.31 “Quanto a Deus, o seu caminho é perfeito, e a palavra do Senhor é fiel; é ele o escudo de todos os que nele se refugiam”.
2 – Mesmo quando sou ridicularizado, maltratado, procuro lembrar o que Jesus falou em Mateus 10.22 “E sereis odiados de todos por causa do meu nome, mas aquele que perseverar até o fim, esse será salvo.”
3 – Muitas vezes fico pensando na fé que Abraão teve para que com quase cem anos crer na promessa de Deus para sua vida. Gênesis 17.16, talvez até tenha sido ridicularizado, mas ele creu, e assim conquistou o seu legado.
4 – Muitas vezes somos questionados, e a Bíblia me mostra que Deus é um Deus que usa as coisas tolas para confundir as sabias, assim como foi com o profeta Amós, homem simples, mas que não temeu ao poderoso sacerdote Amazias. Amós 7.14-15.
5 – Gosto de lembrar o livro de Rute, quando Elimeleque e sua esposa Noemi saem de Belém (que significa Casa do pão), e vão procurar alimento em outras terras. (Rute 1.1-2) e penso, o que encontrarei longe da Casa do Pão? Sim, que farei longe da Casa de Deus?
6 – Por muitos anos temi o mal e buscava maneiras de fugir dele, mas agora acredito no que está escrito em Romanos 12.21 “Não te deixes vencer do mal, mas vence o mal com o bem.”
7 – Porque tenho de alcançar um objetivo na minha vida: Apocalípse 12.17 “Quem tem ouvidos, ouça o que o Espírito diz às igrejas. Ao que vencer darei do maná escondido, e lhe darei uma pedra branca, e na pedra um novo nome escrito, o qual ninguém conhece senão aquele que o recebe.”
8 – Porque nada pode me afastar do amor de Deus: “Porque estou certo de que, nem a morte, nem a vida, nem anjos, nem principados, nem coisas presentes, nem futuras, nem potestades, nem a altura, nem a profundidade, nem qualquer outra criatura nos poderá separar do amor de Deus, que está em Cristo Jesus nosso Senhor”. (Romanos 8.38-39)
9 – Porque Jesus veio me resgatar: [Porque o Filho do homem veio salvar o que se havia perdido.] Mateus 18.11
10 – Finalmente o maior de todos os motivos, é que não posso rejeitar um amor como este: João 3.16 “Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna”.

(AUTOR DESCONHECIDO)

quarta-feira, 14 de março de 2012

Fofoca? Nãoooo!

A Fofoca Entre os Cristãos


O ímpio dá atenção aos lábios maus; o mentiroso dá ouvidos à língua destruidora. Provérbios 17.4

No momento em que alguém venha com fofoca, pare e pergunte: "Para que preciso saber disso? Você já falou com essa pessoa?" Acorda! Não se pode confiar em nenhum fofoqueiro!
A bíblia diz que se você escuta fofocas, se torna “ímpio”: “O ímpio dá atenção aos lábios maus …” Provérbios 17.4, e no livro de Judas ainda complementa “Estes são os que causam divisões entre vocês, os quais seguem a tendência da sua própria alma e não têm o Espírito.” Judas 1:19
O uso da internet tem agravado esse problema, porque agora pode-se divulgar a fofoca muito mais rápido para mais pessoas, permanecendo ainda no anonimato. Paulo nos adverte : “…Mas se vocês se mordem e se devoram uns aos outros, cuidado para não se destruírem mutuamente”. Gálatas 5.15, e ainda agrega que se deve disciplinar e evitar tais indivíduos.
Segundo Salomão: “Quem vive contando casos não guarda segredo; por isso, evite quem fala demais” Provérbios 20.19. Em outras palavras , a forma mais rápida de cortar a fofoca é confrontando aqueles que a divulgam. A igreja não é um programa de televisão, onde as pessoas lavam roupas sujas diante de todo mundo, mas sim deve ser ao contrário: “Sem lenha a fogueira se apaga; sem o caluniador morre a contenda.” Provérbios 26.20 . Jesus nos ensinou a maneira correta de tratar com os fofoqueiros:
1) “Se seu irmão te fez algo mal, fale com ele a sós…”
2) “Se ele não te der atenção, chame uma ou duas pessoas para acompanhá-lo…”
3) “Se mesmo assim ele não der atenção a eles, diga a igreja ( igreja – liderança)” (Mateus 18.15-17).Esse é o modo de operar de Cristo, e deve ser o teu modo também !
“Se o seu irmão pecar contra você, vá e, a sós com ele, mostre-lhe o erro. Se ele o ouvir, você ganhou seu irmão.
Mas se ele não o ouvir, leve consigo mais um ou dois outros, de modo que ‘qualquer acusação seja confirmada pelo depoimento de duas ou três testemunhas’. Se ele se recusar a ouvi-los, conte à igreja; e se ele se recusar a ouvir também a igreja, trate-o como pagão ou publicano. Mateus 18.15-17

Texto recebido  de uma amiga  e digno de ser publicado aqui.

terça-feira, 13 de março de 2012

A importância da verdadeira amizade



Como é importante ter amigos
Marcos 2:1-5
1-Poucos dias depois, tendo Jesus entrado novamente em Cafarnaum, o povo ouviu falar que ele estava em casa.
2-Então muita gente se reuniu ali, de forma que não havia lugar nem junto à porta; e ele lhes pregava a palavra.
3-Vieram alguns homens, trazendo-lhe um paralítico, carregado por quatro deles.
4-Não podendo levá-lo até Jesus, por causa da multidão, removeram parte da cobertura do lugar onde Jesus estava e, através de uma abertura no teto, baixaram a maca em que estava deitado o paralítico.
5-Vendo a fé que eles tinham, Jesus disse ao paralítico: "Filho, os seus pecados estão perdoados".
Quando leio essa passagem das Escrituras, questiono o meu amor pelas pessoas que necessitam conhecer a Jesus e até meu amor pelo próprio Jesus.
Este paralítico pode ser alguém que ainda não conhece a Jesus ou mesmo alguém doente que precisa de ajuda. É maravilhosa  a atitude dos amigos dele: carregaram o amigo, perseveraram diante das dificuldades, foram até o fim para ajudar o necessitado. Tal atitude  de fé comoveu o mestre: “Vendo a fé que  ele tinham”. Eles quem? Veja  que o plural ‘eles’ inclui o paralítico e os amigos dele.
Responda a si mesmo:
1-Quantas pessoas você em ajudado a conhecer Jesus?
2-Você se importa pelo fato de haver tantos paralíticos  espirituais neste mundo?
3- como anda seu relacionamento com pessoas que ainda não conhecem a Jesus?
4- Você persevera , ou desiste diante das dificuldades?
Minha oração é que possamos refletir em nosso relacionamento com Deus e com as pessoas que ainda não conhecem a Jesus e tomar uma decisão de agir sem demora, como fizeram os amigos deste paralítico.
Deus abençoe a todos!

sábado, 3 de março de 2012

Visitar e amar


Visitar e amar
Deus, a quem sirvo de todo o coração pregando o evangelho de seu Filho, é minha testemunha de como sempre me lembro de vocês em minhas orações; e peço que agora, finalmente, pela vontade de Deus, seja-me aberto o caminho para que eu possa visitá-los.
Anseio vê-los, a fim de compartilhar com vocês algum dom espiritual, para fortalecê-los,
Romanos 1:9-11
Essa passagem das Escrituras me desafia a orar mais pelos meus irmãos e amigos, ou até por pessoas que ainda vou conhecer. Quero  visitar irmãos, parentes dos irmãos, amigos , saber como  estão passando, orar  com eles. Descobri que muita gente aprecia quando  digo: - Estou orando por você. Lembrei-me de você hoje.
É preciso falar  de Jesus  e não de religião.Respeitar a crença de alguém  é fundamental para iniciar uma amizade e conhecê-lo melhor. Pessoas   precisam de amor e de  atenção,  de  alguém que demonstre   interesse por  elas independente de sua religião.
Quanto aos irmãos, precisamos visitá-los e compartilhar com eles o nosso crescimento espiritual, as bênçãos que temos recebido a fim de encorajá-los.
É preciso sair do egoísmo.
Ótimo final de semana a todos
Grande abraço,
Fátima

Escrever para Deus

Bom dia! Já faz muito tempo que não escrevo aqui. Tenho me ocupado de outros trabalhos, Não que eu não tenha orado ou lido a Bíblia.....