sábado, 1 de dezembro de 2018

SOU FELIZ (Hino 398 - Cantor Cristão)

Paráfrase - Soneto da Fidelidade





Parafraseando Vinicius de Moraes


Por A. Fátima Fuini

De tudo ao meu Senhor serei grata
Antes e com tal zelo e sempre e tanto
Que mesmo em face à dificuldade
A ele seja a minha lealdade

Quero vivê-lo em cada eterno momento
E em seu louvor hei de espalhar minha oração
E rir meu riso e suplicar em pranto
Diante da cruz eu me lamento

E assim, quando finalmente me encontrar
Com certeza a vitória, prêmio dos fiéis
Com certeza a redenção, promessa feita

Eu possa dizer da minha vida terrena
Que seja imortal, posto que é espírito
Que seja infinita em glória plena.

domingo, 28 de outubro de 2018

Salmos 73


No céu, eu só tenho a ti. E, se tenho a ti, que mais poderia querer na terra? Ainda que a minha mente e o meu corpo enfraqueçam, Deus é a minha força, ele é tudo o que sempre preciso.

Salmos 73:25-26 NTLH

É interessante notar que o salmista começa o segundo período com "E, se tenho a ti" . Nessa oração,  conjunção se indica causa e não condição  se= porque. Assim, temos uma certeza de que temos Deus, portanto as outras coisas ficam em segundo plano. " Que mais poderia querer na terra"?
Amados, quando penso nisso, meu coração se enche de alegria e minha alma fica em paz. Tenho o bem mais precioso: a presença do Senhor Jesus na minha vida.
Deus nos abençoe...

quinta-feira, 27 de setembro de 2018

O hábito da leitura









O hábito da leitura

A melhor forma de se obter conhecimento é mergulhar na leitura de bons livros. Porém, essa prática tem sido abandonada devido ao desinteresse pela leitura e a falta de hábito da leitura e da escrita. Esse fato  tem ocorrido tanto dentro da escola como fora dela. 

Com o advento da internet, muitos jovens deixam o livro do qual já não eram grandes fãs e passam horas no MSN, alimentando um vocabulário cada vez mais restrito ao universo da oralidade. Esse fato faz com que adolescentes e jovens fiquem cada vez mais desinteressados pelos livros, adquirindo um conhecimento linguístico cada vez mais limitado. Culpa do Internetês? É possível, pois ele induz à abreviação, um dos vícios de linguagem. Por exemplo: beleza, vira blz, não, vira n, ou naum, o que é pior, uma vez que a palavra nem existe no vocabulário; está, vira tá (linguagem coloquial) e assim por diante.

Com certeza, a comunicação via msn tem seus atrativos; o que não pode acontecer é que ela tome o lugar da leitura de textos informativos e instrutivos.

Muitos desses jovens estão em fase de vestibular e o mesmo exige provas com conhecimento da Norma Culta da língua portuguesa. É preciso cuidado, pois pode ocorrer um (des) aprendizado em relação à língua.
Muitos conteúdos aprendidos durante o período escolar são esquecidos por falta de estudo e prática da leita e da escrita. Alguns alunos não adquirem o hábito de ler fora da escola, restringindo o aprendizado à sala de aula. Dúvidas podem ser sanadas pelo hábito da leitura dos textos trabalhados em sala ou de livros relacionados com o tema discutido, principalmente no caso de língua portuguesa, sem falar em outras disciplinas como história, geografia e ciências.

Toda escola deve investir mais na leitura, pois é por meio dela que se adquire cultura, enriquecimento do vocabulário, exercício da criatividade e aprimoramento do processo de interpretação de texto.

Professora A. Fátima Fuini